Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Austrália

Austrália

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Austrália Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópicos Austrália:
  Artes
  Bancos
  Carros
  Comida
  Comunicações
  Custo de Vida
  Economia 
  Esportes
  Governo
  Hábitos
  História
  Hobbies
  Jeito de ser
  Leis
  Os Aborígenes
  Os Europeus
  Os Imigrantes
  Padrão de Vida
  Segurança
  Seguros

 

 

Link Patrocinado

Transportes
na Austrália

 Melbourne é a cidade Australiana com o melhor sistema de transporte público. Em Melbourne, trams, trens, e ônibus são integrados, e com um passe que pode ser comprado tanto por dia, semana, ou mês, que  além de proporcionarem um bom desconto, a pessoa circula praticamente até os limites da cidade com um mesmo bilhete. Sydney também tem o mesmo esquema, que funciona com tickets individuais ou passes. Sydney integra trem, ônibus, metrô e ferry boat, e tal como Melbourne, chega-se aos confins da cidade. Perth é a terceira cidade mais bem servida por transportes públicos, integrando trem e ônibus e com preços mais baratos. 

As demais cidades, como Adelaide, Brisbane, Gold Coast e outras de médio porte, já apresentam deficiências em servir certos bairros. Muitas vezes tem-se que andar a pé boas distâncias até que se encontre uma rota de ônibus. Na maioria dessas cidades passes são oferecidos, e dão grande economia. Estudantes podem comprar passes pela metade do preço apresentando a carteira. De qualquer forma, com passe ou não, o transporte público pesa muito no bolso. Por exemplo: Em Sydney uma passagem para somente 2 trechos custa A$ 1,70 adulto e A$ 0,80 para estudantes. Agora, se a pessoa comprar o passe de 7 dias (green travel pass) terá direito à viagens ilimitadas de ônibus, trem e ferry, durante esse período. Isso custa A$ 40 adulto, ou A$ 20 estudante. Carro é a opção número um da maioria, e por causa disso, cidades como Sydney e Melbourne podem ter seus dias de trânsito caótico com engarrafamentos quilométricos. Todos os transportes públicos são divididos em "rotas" e existe uma tabela de horário para saída e chegada naquele determinado ponto, e que na maioria das vezes é cumprida.

Uma bicicleta é uma ótima opção para que tem que percorrer curtas distâncias. Em primeiro lugar não custam caro, sendo que uma nova boa custa algo em torno de A$ 200, e uma usada metade do preço. Para quem vem estudar por exemplo, é um grande quebra galho da casa ao curso, ou para simplesmente circular pela cidade. Grande parte das cidades são planas o que também ajuda. Na Austrália bicicleta é considerada veículo, com o uso do capacete obrigatório. Bike-lanes ou trilhas exclusivas para bicicletas existem em todas as cidades, mas pode-se andar nas ruas e estradas (note porém que em certas vias expressas como as motorways, bicicletas são proibidas). Pode-se andar nas calçadas, desde que se dê prioridade ao pedestre (confirme com o departamento de transportes se a lei do seu estado permite). A bicicleta é usada por uma grande parcela de adultos para ir ao trabalho ou para lazer, fora que praticamente quase todos os alunos das escolas de Segundo Grau, atendem às aulas indo de bicicleta.

Táxis são caros, e o custo é em torno de A$ 2,50 a bandeirada, mais A$ 1,50 por Km rodado. Um táxi do centro da cidade até o aeroporto na maioria das cidades australianas custa em média A$ 50. Táxis são muitos usados também pela galera que vai beber em boates ou festas, e não poderia dirigir de volta. O serviço atende normalmente por chamada telefônica, e pode ser difícil em algumas áreas da cidade se achar um táxi vazio passando pela rua. Existem alguns "pontos" em lugares turísticos e Shopping Centers. Quase todos os "Pubs" possuem telefone público com linha direta para cias de táxi. Os taxistas são atenciosos e bem treinados, e muitas vezes arredondam o preço da corrida para baixo. Não é prática se dar gorjetas, porém se a pessoa dispensar alguns dólares de troco, será apreciado pelo taxista.

Ônibus Interestaduais:  A Greyhound Pioneer Australia (tel. 13 20 30). Opera viagens de ônibus entre as principais cidades da Austrália. Oferece passes, desde por quilômetro percorrido, até por dias de viagem, ou número de paradas.

Trem: Na Austrália existem 3 tipos de Trens. Um local nas grandes cidades que faz parte da rede de transporte público, os Interestaduais pertencentes a governos de estados, e 2 linhas privadas que operam travessias turísticas, sendo estes bem mais caros. Os interestaduais são extremamente confortáveis e sempre no horário. As principais companhias são: em NSW, QLD e WA essa última operando só no Oeste da Austrália.Mais informações sobre viajar de trem nas páginas de turismo e turismo de trem na Australia.

Vôos Domesticos: Virgin Blue e Jetstar operam vôos entre as principais cidades australianas com tarifas ultra baratas. Normalmente a compra tem que ser feita online, e volta e meia aparecem promoções tão baratas que chegam a dar vontade de viajar agora. Nessas cia "Budget" a comida e bebida a bordo não são grátis e são cobradas à parte, mas nada impede de você levar sua lagosta grelhada com manteiga para o avião. A QANTAS que é a empresa aérea australia (a Jet Star faz parte da QANTAS) também oferece vôos para as principais cidades australianas, mas com tarifas normais (às vezes oferecem promoções). A QANTAS oferece o Boomerang Pass, que é um passe aéreo para viajar por várias cidades, mas que só pode ser comprado de fora da Austrália. Não esqueça que muitos aeroportos na Austrália cobram taxa de embarque de aproximadamente A$ 30.

Nota Importante sobre conexões: Muita gente tem comprado bilhetes da América do Sul para Sydney, e depois compram pela Internet pernas internas bem mais baratas com a Virgin Blue ou Jet Star para Brisbane, Gold Coast, ou outros destinos dentro da Austrália, (e tem que mudar de aeroporto). Deve se ter atenção pois o que acontece, é que o vôo da América do Sul até Sydney é muito longo e com escalas, e não é raro ter atrasos de até 3 horas. Por isso ao comprar, dê um bom espaço de tempo para a conexão, pois se você perder, essas cias baratas não reembolsam ou averbam o bilhete para outro horário. Perdeu o vôo, perdeu o bilhete, e vai ter que comprar outro. Isso tem acontecido muito ultimamente. Também deve se ter atenção que o peso máximo das malas permitido em vôos internacionais é muito maior que nos vôos domésticos. 

Luizão só anda de transporte público infantil. 

Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.