Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Austrália

Austrália

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Austrália Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópicos Turismo:
  Os 10 + destinos
  Distâncias Internas
  Roteiros Turisticos
  Lugares Incríveis
  Alugar Carro
  Viajar de Carro
  Viajar de Ônibus
  Viajar de Trem
  Viajar de Avião
  Viajar em Tours
  A Grande Barreira
  Esquiar na Neve
  Parques Nacionais
  Parques Temáticos
  À partir da Austrália
  Dicas de Viagem
  Guia de Atrações
  F.A.Q.

 

 

Link Patrocinado

O Outback
Australiano

 Outback é considerado tudo aquilo que não está no litoral ou perto de grandes cidades. Na tradução ao pé da letra seria "tudo o que está para trás" o que deve ser entendido como no interior, em áreas rurais, áreas desérticas, ou ainda, como um lugar na esquina do nada com coisa nenhuma. Só para se ter uma idéia do tamanho, o Outback engloba 2/3 de todo o território australiano, sendo a parte central chamada de Red Centre. Para um australiano da cidade grande, o Outback tem uma glória especial, porque foi e ainda é difícil de ocupar. É coisa para bravos, gente que não se importa em torrar sob o sol, que insiste em plantar ou criar algo mesmo em condições desfavoráveis. O Outback também tem um significado espiritual para os Aborígenes, que lá vivem há mais de 40 mil anos, e cuja história está contada sob a forma de desenhos em pedras e cavernas. Eles dominam o uso de plantas, sementes, e animais para comida e remédio, e receberam títulos de terras do governo australiano, e por isso a maioria das vilas e aldeias Aborígenes na Austrália de hoje estão no Outback.

O Outback é mágico, de uma beleza fora de série, e apesar de inóspito, desértico, poeirento, quente durante o dia e frio a noite, oferece uma das paisagens mais bonitas e intocadas no mundo. É um local muito especial para turismo, pois dificilmente em qualquer outra parte do planeta, a pessoa poderá ver algo semelhante. Onde no mundo você poderia ver uma cachoeira do tipo véu-de-noiva no meio do deserto? Ou que tal ver uma cidade quase que inteiramente subterrânea onde em poucos dias uma máquina escavadeira com uma broca que mais parece um parafuso gigante, cava buracos cilíndricos no sub solo, para após ser revestido internamente se tornar cômodos de uma casa? A temperatura lá dentro, é de 24 graus, tanto de dia quanto de noite, ao passo que do lado de fora, pode tranquilamente chegar aos 50 graus. Além disso, você poderá ver túneis gigantes de lava solidificada, como uma imensa caverna que pode ser explorada. Ou ainda, formigueiros que chagam a 5 metros de altura, sem falar em diversos tipos de lagartos, répteis e aves únicas da região. Lagos secos que outrora eram mar, conservam uma superfície de terras completamente salgada, onde praticamente nada poderia crescer ou viver, mas surpreendentemente está cheio de arbustos com flores multicoloridas. Formações rochosas dos mais variados tipos incluindo, vales, gargantas, e desfiladeiros, são de uma beleza indescritível e podem ser descobertos por você.

Um dos pontos altos do Outback, é a incrível mudança de cores que ocorrem ao longo do dia. A terra é de um vermelho vivo tão forte, que parece que foi tingida. Ela contrasta com monolitos de granito, que com a variação do ângulo de incidência do Sol, mudam de cor ao longo do dia. Essa variação vai do amarelo ouro (quase fluorescente), ao roxo, passando pelo laranja, rosa, e várias outras tonalidades de cores. Ao escurecer, estrelas inundam o céu com tal quantidade, que pode-se literalmente caminhar só com a luz das estrelas. A falta de árvores e os poucos acidentes geográficos, garantem visão de estrelas ao longo de toda a abóboda celeste, e por esse motivo você nunca verá tantas estrelas na vida como no Outback.

Hoje na Austrália, o Outback pode ser visto e visitado de várias maneiras, saindo-se praticamente de qualquer cidade australiana. Existem opções desde por um trem turístico chamado The Ghan, que sai de Adelaide e atravessa todo o deserto até a cidade de Darwin, num percurso de quase 3000 km. De avião, pode-se voar para Alice Springs ou Darwin e de lá embarcar em tours locais. Existe também diversos tipos de excursões no estilo safaris, tanto de ônibus, quanto em jipes com tração nas quatro rodas. Muitos o fazem por conta própria em carros comuns, mas dependendo de onde se for, somente veículos 4 x 4 poderão aguentar os trancos e barrancos de certos caminhos. Ao se explorar o Outback por conta própria, é muito importante estar prevenido, levando muita água (5 L. por pessoa/dia), comida, combustível extra, além de peças sobressalentes para qualquer eventualidade, tais como, mangueiras, correias, alternador, etc. Estradas de terra podem ficar completamente intransitáveis após uma chuva, mesmo para veículos 4 x 4, e o viajante não terá outra alternativa a não ser esperar a estrada secar. 

Para os aventureiros, o Outback é um prato cheio, desde que se tenha planejamento e cautela sobre os percursos a seguir. Não é nenhum bicho de 7 cabeças, mas a pessoa tem que estar pronta e auto suficiente para qualquer eventualidade. Lembre-se que na maior parte do Outback telefones celulares não pegam, e não existe energia elétrica, salvo em pequenas cidades pelo caminho. Muitas vezes o socorro mais próximo poderá estar a mais de 1000 km de distância. As autoridades recomendam para os aventureiros, que ao passar pela última cidade, pararem na delegacia de polícia para registrar os planos de viagem, onde pretendem ir, e quando imaginam chegar. Recomenda-se também que em caso de quebra do veículo, não saiam em busca de socorro (salvo se estiver muito perto de uma cidade), pois é mais fácil encontrar um carro, do que uma pessoa no meio da imensidão do nada.

Existem inúmeras cias e operadoras turísticas que fazem vários passeios à localidades de sonhos no Outback. Isso com conforto e segurança, garantindo momentos inesquecíveis. Muitos desses passeios não são baratos, porque envolvem que eles forneçam toda a infra-estrutura, tais como, acampamento, cama, roupa de cama, mesa, cadeiras, preparo de comida, e tudo mais para que você se sentir o King ou Queen do Deserto, só cuidado prá não encontrar a Priscila por lá.

Mais informações sobre os desertos da Australia, Outback e Uluru nas páginas do Northern Territory, e Atrações no Northern Territory.

Boa Viagem !

Luizão chegamos no tal do Outback. E agora?
- Agora é só esperar escurecer que o céu fica estreladinho, estreladinho! 
Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.