Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Nova Zelândia

  Nova Zelândia

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Nova Zelândia Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópico: Onde Ficar
  Agências Imóveis
  Alugar Imóveis
  Comprar Imóveis
  Au Pair
  Albergues
  Bed & Breakfast
  Camping/Caravan
  Farmstay
  Hotéis e Motéis
  Para Estudantes
  Para Turistas
  Para Imigrantes
  Dicas Gerais
  F.A.Q.

 

 

Link Patrocinado

Homestay
na Nova
Zelândia

Ficar em Homestay, ou em uma casa de família na Nova Zelândia, e a opção mais em conta para estudantes e pessoas que vão ficar por períodos maiores do que 2 semanas em um mesmo local. As vantagens são muitas, a começar pelo baixo custo, que em média sai entre  NZ$ 180 a 220 por semana, e inclui café da manhã e jantar. Muita gente pensa que homestay é coisa só para estudantes ou adolescestes, mas a realidade é que muitos adultos principalmente Europeus e Americanos, ficam em homestay por um determinado período, principalmente os que trabalham em empregos temporários (seasonal), como em fazendas, estações de esqui, etc. Pelo fato dos donos da casa conhecerem bem o local, tudo torna-se mais fácil com dicas de onde comprar coisas mais baratas, ou até mesmo sobre um emprego vago na loja da esquina, ou firma de um conhecido.

 Outro engano é pensar que famílias que oferecem homestay, são apenas famílias kiwis que estão em muito boa condição financeira, e por isso a casa é tão grande que tem um quarto vago, além de que eles adorariam ter um estrangeiro em casa para conhecer mais sobre outras culturas. Em alguns casos isso pode acontecer, mas o fato é que a coisa rola exatamente pelo oposto. Muitas das famílias que oferecem Homestay, estão com dívidas ou com a corda no pescoço, seja por causa de uma separação, perda de emprego, ou a mortgage de uma casa atrasada, e por isso 120 dólares líquidos por semana, vão fazer uma grande diferença no orçamento anual. Também muita gente pensa que a casa de família é com pai, mãe, filho, filha, gato, etc. O gato com certeza deve ter, mas o número de mães solteiras ou separadas hoje em dia é muito grande, e por isso muitas delas colocam um cômodo para alugar e seria como pensão na NZ. De qualquer forma, existem muitas famílias com filhos pequenos, em início de construção de vida, e que precisam recorrer a esse din din a mais.

 Homestays são primordialmente oferecidas pelas escolas que recebem estudantes internacionais através de cadastramento próprio ou usando firmas que administram homestays. Basicamente uma homestay oferece um quarto com cama (roupa de cama lavada) uma escrivaninha e um armário pequeno. Algumas oferecem quarto tipo suite, com banheiro privativo para o hóspede, já outras o banheiro é coletivo. Quanto as refeições existem 2 métodos, uma que não oferece nada, e por isso cobra mais barato, e a outra onde o café da manhã e o jantar estão incluidos no preço, incluindo nos fins de semana, e algumas podem oferecer um lanche no almoço.

  As regras da casa são um ponto importante, e devem ser respeitadas para não ter problemas e ser convidado a se retirar. É comum ter essas regras escritas no seu quarto com o quê pode e não pode ser feito. Pessoas que recebem visitas, devem sempre perguntar ao dono da casa se tem algum problema em recebe-los, bem como sobre usar utenlios e coisas da casa em benefício próprio. É muito importante avisar se vai ou não vir para jantar, para que os donos não se esforcem inutilmente para depois ter que jogar fora a comida. Na Nova Zelândia, a energia elétrica é cara e escassa, e a água quente é fornecida por cilindros chamados "boilers". Esses cilindros tem capacidade limitada em termos de litros armazenados e por isso se várias pessoas tomarem banho sucessivamente, vai faltar água quente para os últimos. Por isso Kiwis não se demoram muito no banho, pois não só poderá faltar água quente como também a energia elétrica para esquentar 50 ou mais litros de água é bastante cara. Não se assuste se estiver escrito nas regras da casa, o tempo máximo de banho. Apesar de se poder usar os locais comuns da casa, como sala de jantar, cozinha, quintal, etc. Algumas pessoas podem não gostar se entrar no quarto dela sem permissão, pois afinal, a casa é dela, e você só está alugando um quarto. O uso do telefone deve ser pré combinado, para não haver decepções, principalmente no que diz respeito a  telefonemas internacionais (em algumas cidades a ligação local é grátis). Alguns solicitam a cia telefônica que bloqueiem ligações, já outras pessoas pedem para se pagar o valor logo após a ligação (a cia telefônica fornece esse dado). A maioria das residências possui computador ligado a internet, mas muita gente na Nova Zelândia por motivos de economia, ainda usa coneo discada, e com limites de download. Sendo assim, tanto o uso do telefone, como da internet, e os horários devem ser combinados para não haver problemas. É esperado que o hóspede de alguma forma ajude em alguma coisa na casa, a começar pela arrumação do próprio quarto, lavagem da própria louça e utenlios que usou, bem como suas roupas. Ajudar voluntariamente em passar aspirador no tapete, e ajudar a manter a casa arrumada, são coisas bastante apreciadas pelos kiwis.

 Homestays podem ser contratadas ao se matricular numa escola, ou entrando em contato com cia que presta esse serviço (o de encontrar uma homestay para você). É cobrada em geral uma taxa igual ao valor de uma semana, a título de taxa de procura ou " Placement Fee", e o tempo mínimo é de duas semanas. A partir daí, pode-se negociar diretamente com os donos, para estadias mais longas, e sobre redução de pagamento durante férias ou períodos que for se ausentar por mais de 10 dias. É possível solicitar o tipo de homestay que deseja, exemplo: sem animais domésticos, só gato, sem crianças, só marido e mulher, sem carpete ou cortinas no quarto (se tiver problemas alérgicos), e tipo de alimentação etc. Enfim pode solicitar o estilo que desejar, mas quanto mais complicada suas reinvindicações forem, mais difícil será achar uma casa para se hospedar.

 Os resultados de se hospedar em Homestay são variados, e em quase sua totalidade bastante positivos. Em primeiro lugar, tem-se um total contato com uma família da Nova Zelândia e seu estilo de vida no cotidiano do dia a dia. Essa bagagem cultural e muito interessante, pois passa-se a entender mais rapidamente como pensam e agem os Kiwis. Para quem não fala Inglês bem, pode representar um salto enorme na qualidade do Inglês falado, entendido, e na escrita. O aprendizado da língua passa a ser muito mais rápido, pois é como ter um professor de Inglês em casa para consulta imediata. O fato de as refeições estarem inclusas, exime a pessoa de ter que se preocupar em comprar e fazer comida, podendo se dedicar mais ao estudo, trabalho ou horas de diversão. Passeios e dicas sobre locais bonitos de se conhecer são fornecidos pelos "hosts" bem como dicas sobre shoppings na cidade onde encontrar coisas interessantes e baratas.

Todos esses fatores, fazem a homestay ser um dos melhores sistemas de hospedagem barata para uma única pessoa por períodos de médio prazo, sendo indiscutivelmente uma das mais em conta igualando  até a dividir aluguel e outras despesas como eletricidade, e fica no final tudo no elas por elas. Um dos pontos negativos seriam a limitada privacidade.O dinheiro pago em antecipado para reserva de Homestay não é devolvido, mas se pode mudar de casa se tiver problemas. Nessa caso, na há necessidade de pagar a taxa de Placement Fee novamente.

Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |                                     

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.