Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Nova Zelândia

  Nova Zelândia

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Nova Zelândia Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópico: Onde Ficar
  Agências Imóveis
  Alugar Imóveis
  Comprar Imóveis
  Au Pair
  Albergues
  Bed & Breakfast
  Camping/Caravan
  Farmstay
  Homestay
  Hotéis e Motéis
  Para Turistas
  Para Imigrantes
  Dicas Gerais
  F.A.Q.

 

 

Link Patrocinado

Acomodação
p/Estudantes
na Nova Zelândia

Estudante tem que dormir bem, se alimentar bem, para aprender direito e ser alguém na vida. Era assim que minha mãe me falava, e com toda a razão!  Bem, acontece que a maioria dos estudantes não tem ou não ganha o suficiente para ter tudo do melhor, pelo menos por um tempo. Ainda mais para pagar um curso + casa + comida + roupa lavada + todos os eteceteras pertinentes. Toda essa educação custa caro, e não é a toa que a Nova Zelândia esta doidinha para receber estudantes. O país pode economizar uma fortuna relativo à formação de um profissional,  trazendo ele já pronto ou semi pronto, ainda mais se ele decidir num futuro próximo se aplicar para residência permanente ou até mesmo cidadania. Aqui vamos dar um apanhado geral sobre a onde você, como estudante internacional, poderá dormir bem, mesmo ralando e comendo miojo com ovo.

Nota: Nesse tópico não abordaremos as opções de acomodação Homestay  (casa de família), Au Pairs e nem em  Albergues já que estas têm suas próprias páginas.

O estudante duro está sempre metido na lama, esticando dinheiro que nem chiclete, para poder passar até o mês que vem. Batalha duro para dias melhores, e não dá muita importância ao luxo e outras coisas, pois sabe muito bem que um dia vai chegar lá. Para estes, a melhor opção de moradia na Nova Zelândia, é sem dúvida nenhuma, dividir um apartamento ou casa com o maior número de gente possível. Essa condição é a mais barata de todas, e vastamente anunciada nos quadros de avisos de escolas e universidades, ou até mesmo no jornal. Claro que nem tudo são flores, principalmente se escolher as pessoas erradas para morar, e não for estabelecido "as regras da casa". A porrada pode comer, por besteiras como deixar a louça suja por 3 dias na  pia, mijar na tabua do vaso, quem faz o quê na casa e por aí vai. Quanto se vai gastar, vai depender da localização e da cidade, além do número de cabeças que estão dividindo o hospício, digo os cômodos e outras despesas extras, como energia elétrica, sabão e detergente, material náutico (papel higiênico), parte do Bond, e claro, muito muito miojo e muito ovo. Numa casa ou apt. de 3 quartos, na base de NZ$ 330 em Auckland, dividindo por 3, da 110 doletas para cada um. Juntando as despesas chega-se perto dos NZ$ 200 por semana, que é mais ou menos o que se gastaria numa homestay

Quanto mais gente dividir, mais barato vai ficar, mas também outros problemas virão, como um grupo que fazia rodízio semanal de quem dormia na cama e quem ia pro chão, ou comer a comida do outro da geladeira. Também tem o problema do barulho, onde num lugar de silêncio quase mortal como a Kiwiland, qualquer oba-oba é motivo de denúncia dos vizinhos na polícia, e por consequência, término do contrato de locação em caso de reincidência. Dá pra escolher tranquilamente se quer dividir com brasucas, lusitanos, japas, chinas, kiwis, ou numa orgia de nacionalidades. A vantagem dessa modalidade, é a liberdade e alegria de se morar em conjunto, enquanto as coisas estiverem dando certo. Claro que o ideal, é que cada um tenha a própria privacidade do seu quarto, porque sempre há momentos em que queremos ficar sozinhos.

Para estudantes abonados, existem várias alternativas. A primeira seria alugar seu próprio Apt mobiliado com um quarto, e ter toda a individualidade do mundo. Nessa opção, o estudante vai gastar entre NZ$200 e NZ$ 300 por semana incluindo taxas, comida, etc. É mais ou menos o quanto custa ficar em lugares específicos para estudantes, tal com a da foto acima, onde apartamentos de 1 quarto  podem ser divididos por até 2 pessoas (com a segunda pagando um extra). Nas grandes cidades, ou em cidades com grande concentração de estudantes, hotéis, Motéis e até mesmo cabines em Caravan Parks, aceitam hospedar estudantes pelo período do curso, com razoável desconto. Em Auckland por exemplo, e principalmente ao redor da Universidade, hotéis mais antigos reservam um determinado número de quartos só para estudantes, e assim garantem um orçamento básico, misturado ao dos turistas. Muitos prédios antigos, e vilas de casas perto de Universidades de toda a Nova Zelândia, foram transformados em acomodações estudantis, com preços variados dependendo da localização. Aliás, a localização é fundamental, pois aparentemente um imóvel que é bem mais barato que outro, mas se precisar de transporte público para ir e vir do curso, vai aumentar as despesas em muito, e assim vai ficar no mesmo patamar de um mais caro, mas que esteja dentro de uma distância a pé do curso.

Outra alternativa no caso de ir estudar em uma Universidade, é se hospedar no próprio Campus da Uni. A maioria delas oferece quartos para estudantes, mas são tão concorridos quanto final de jogo de Rugby. Deve-se reservar desde o início da matrícula para evitar contra tempos. Também são um pouco mais caros, algo entre NZ$ 200 e NZ$ 300 por semana, levando-se em consideração o tamanho minúsculo dos quartos que só permitem um armário, uma cama de solteiro, e uma escrivaninha. Não só universidades, mas todos os tipos de cursos mesmo os pequenos  Inglês, possuem um departamento ou uma pessoa, encarregada de ajudar os estudantes a encontrar uma acomodação de acordo com as capacidades financeiras, seja ela homestay, albergue, dividir casa, apt ou em locais específicos para estudantes. De qualquer forma, milagres não existem, e uma acomodação decente, é relativamente cara para os padrões brasileiros e de outros países de moeda fraca. Para quem precisa dividir hospedagem, e não encontrar nos quadros de avisos nas escolas, ou mesmo conversando com outros estudantes, o jornal local pode ser uma ótima solução, pois na sessão de classificados de imóveis, muita gente anuncia que têm quartos vagos ou precisam de um " Flatmate" (não é somente para estudantes).

Nota: Sei que todo mundo quer saber os preços com exatidão para fazer os cálculos de viagem, mas acontece que é quase impossível. Depende de muitos fatores para se estimar quanto se vai gastar em moradia. Cada cidade, e cada local dentro da cidade, têm preços diferentes. Se a pessoa birita, se come isso ou aquilo, se escova os dentes ou não, se usa muita energia elétrica, etc. Todos esses fatores influenciam no custo final. A única coisa que podemos informar é uma base, como por exemplo um mínimo de NZ$ 150 por semana. Tem gente que pode até viver com menos, mas sinceramente eu não consideraria isso viver.
Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |                                     

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.