Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Nova Zelândia

  Nova Zelândia

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Nova Zelândia Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópico: Nova Zelândia
  Artes e Cultura
  Bancos da NZ
  Comida na NZ
  Carros na NZ
  Custo de Vida
  Economia da NZ
  Esportes na NZ
  Governo da NZ
  Hábitos Kiwi
  História da NZ
  Hobbies Kiwi
  Jeito de ser
  Os Europeus
  Os Imigrantes
  Os Maoris
  Padrão de Vida
  Leis da NZ
  Segurança
  Seguros
  Transportes

 

 

Link Patrocinado

Comunicações
 na Nova Zelândia

 A Nova Zelândia teve sua adorada Telecom privatizada, e o mercado de telefonia deu um salto. A quantidade de competição no mercado barateou de uma tal forma, que se você conhecer alguém que não tenha um telefone, e por pura opção dessa pessoa. Para você ter um telefone fixo em casa, basta ligar para a companhia que escolheu e solicitar um. Uma pequena taxa é cobrada (algumas nem cobram), e vão lhe dar um número. Você compra o aparelho na loja da esquina (a partir de NZ$ 30) ou da própria companhia se assim desejar. Em não mais de 48 horas, provavelmente o dito já estará instalado e você falado com o mundo. Uma coisa importante a saber, é que na Nova Zelândia toda vez que você fala para dentro de uma mesma cidade ou região, não é cobrado por minuto. Minutos só são cobrados se fizer interurbanos (para outra cidade ou internacional). Ou seja, você pode ligar pra um inimigo e xingar ele dias a fio sem ser cobrado. Dentro desse esquema de planos existem variações. Num, se paga uma assinatura mensal muito baixa ou zero, e paga por cada ligação o custo de vinte e cinco centavos, inclusive as ligações locais, mas não se paga os minutos falados, a não ser se for interurbano. Noutro, se paga um fixo de mais ou menos NZ$ 36 por mês, e não se paga nada para ligação local, mas paga as ligações interurbanas. Concluindo, o plano 1 é bom pra quem fala muito pouco, e o 2 é bom pra quem fala pelos cotovelos.

Cartões Telefônicos tiveram um boom de uso nos últimos tempos, e existem dois tipos: Um para uso interno na Nova Zelândia, e outro para ligações internacionais. Em ambos você pode ligar de qualquer telefone fixo, bastando entrar o número que está no cartão seguido pelos números do telefone que deseja ligar. Eles são vendidos em 5, 10, 20 e 50 dolares de ligações pré-pagas e podem ser encontrados nas lojas de telefones, correios, newsagencies (tipo papelaria) e postos de gasolina (alguns). Para cartões internacionais verifique na lista de cidades listadas para ver se a sua esta lá. As principais cidades e capitais estão, mas se a sua for menor, o custo vai ser maior (vai comer mais créditos). Alguns telefones públicos ainda funcionam com moedas(poucos), mas estão sendo substituindo por eletrônicos (cartão) e no aeroporto de Auckland só encontramos um que opera por moeda. Ou seja, se precisar ligar para alguém do aeroporto se prepare para comprar um cartão.

Mobile Phones vulgo celular para os brasileiros ou telemóvel em Portugal, estão à preço de kiwi podre. Por NZ$ 79 você compra um que já vem com o SIM card e NZ$ 30 de ligações pré-pagas. Mas todo o cuidado é pouco, pois o taxímetro come solto na base de 1 dollar o minuto para ligações para outro mobile. Algumas marcas não cobram se a ligação for feita para outro celular da mesma companhia. Para carrega-lo, pode fazer eletronicamente ou pelo próprio telefone, comprar mais créditos desde que você tenha um cartão de crédito em mãos. Alternativamente muitas lojas de telefone e outros tipos de lojas vendem créditos para você recarregar. Depois de comprado, basta digitar o diabo do número que vem no cartão e sair falando outra vez. A maioria dos telefones celulares vendidos na NZ funcionam bem na Austrália e alguns na UK mas em outros países é bloqueado, o mesmo pode acontecer se for trazer o seu, é bem provável que não vá funcionar. 

Internet na Nova Zelândia entrou mais atrasada do que em outros países, pois muitos não tinham computador em casa até 1995. Depois desse ano houve uma melhora sensível no preço da conexão discada e a coisa melhorou. Mesmo assim a Broadband (banda larga de conexão rápida) só entrou mais acessível pelo ano 2000, e de lá pra cá vem sendo barateada a cada ano que passa. Hoje o custo está na faixa de NZ$ 39 por mês, com direito a e-mail e 1 Gigabytes de download por mês. Existem dezenas de fornecedores, cada qual com preços e condições diferentes. Na rua, zilhões de Internet cafés oferecem a aprox.NZ$ 2 para 15 minutos e os estudantes normalmente tem acesso grátis nas escolas.

Televisão na Nova Zelândia é bastante fraca comparando-se com as variedades de canais e programas da televisão brasileira. São somente 3 canais chamados simplesmente de TV One, TV2 e TV3. Os programas são fracos, e fora o Jornal Nacional com a importante previsão do tempo e  pouquíssimas notícias do mundo e alguns documentários, o resto é um pentelho na opinião de quem vos escreve. Algumas vezes é bem curioso sendo comum aparecer como notícia nacional o resgate de um gato, ou uma façanha de um animal. O jeito é assinar a Sky TV,  TV a cabo, e você paga de acordo com quantos canais escolher. Até o ano 2000 havia a Broadcasting fee, ou seja uma taxa que todos tinham que pagar para ver televisão, mas essa foi abolida. Todos os programas são classificados pelo nível de violência e sexo e em geral os pais regulam bastante as crianças. 

Rádios na Nova Zelândia ainda conquistam grande número de ouvintes, e na maioria dos locais de trabalho onde um rádio não atrapalha o rendimento, vai ter um tocando. Os Kiwis, se informam de notícias gerais pelo rádio mais do que na televisão, e participam intensamente dos programas. Assim como a televisão, não há grande variedade de rádios por cidade, e são muito repetitivas em relação as músicas que tocam.

 O New Zealand Post, o correio  também foi privatizado, e hoje é uma empresa privada como qualquer outra. É bastante confiável e em sete anos, nunca nada que enviamos foi extraviado. As lojas dos correios vendem um mundo de bugigangas, desde cartões, telefones, artigos de papelaria, cartuchos para impressoras, posters, souvenir, livros, cartões postais, e ainda por cima servem à vários órgãos governamentais para pagamentos de contas e salários em zonas remotas ou para tirar passaporte. As Contas de Luz e Telefone são pagas no PostShop e não em bancos. Nas lojas oferecem envelopes prontos para todas as finalidades de envio, incluindo com plástico bolha dentro, e um mundo de opções de embalagens. Fazem cheques nominais e remessas de recebimento de dinheiro para compras de produtos efetuadas, assim como também mandam e recebem dinheiro para o exterior. Devido ao enorme aumento de compras pela Internet, andam bastante ocupados mas ainda não deixaram a peteca cair. Competindo com o Post Office varias outras empresas oferecem serviço postagem por Courier tanto nacional como Internacional. Os correios funcionam das 9 da manhã às 5 da tarde, e alguns abrem dentro dos shoppings nos fins de semana.

Para ligar para a Nova Zelândia

  • Código telefônico do país : XX 64 em seguida ligar o código de área SEM o zero na frente. Você só usa o zero do código de área se estiver dentro da Nova Zelândia.

  • Códigos de área:  Auckland (09), Bay of Plenty e Hamilton (07),  Parte Central e do Sul da Ilha do Norte (06), Wellington (04), Ilha do Sul (03)

Para ligar da Nova Zelândia para fora

  • Lique 00 (zero zero)  em seguida o código do país, o código de área (se houver) e o telefone a chamar.

Qualquer turista na Nova Zelândia tem um porto seguro chamado Tourist Information o "i". Lá, o descontrolado turista poderá se achar antes mesmo de se perder. Além de toneladas de folhetos explicativos daquela região, acha-se inclusive informações sobre outras. Os serviços do Tourist Information são muito bons mesmo e grátis, incluindo pegar mapas simples das cidades e da Nova Zelândia. Se quiser mapas detalhados terá que compra-los, mas por preços bem em conta, bem como livros de fotos, e guias de viagem. Os demais folhetos são seus para pega-los à vontade (só cuidado com excesso de bagagem na volta). O sorridente funcionário ficará muito alegre em lhe fornecer indicações de ruas, estradas, postos de gasolina, além de oferecer os excelentes serviços de reservas de tours, hotéis, motéis, backpackers, alugar carros, e um mundo de outras coisas mais. Em todas as cidades da Nova Zelândia existe pelo menos um deles ao seu dispor. Use e abuse!

O Telefone de Emergência na NZ : Polícia, Ambulância, e Bombeiros é 111 ( triple one). Sendo que pode ser acessado de qualquer telefone, seja público, fixo ou móvel, sem necessidade de moedas ou cartões. A resposta para emergências na Nova Zelândia é considerada a segunda melhor do mundo, atrás somente da Suécia.
Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |                                     

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.