Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Nova Zelândia

  Nova Zelândia

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Nova Zelândia Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópico: Estudar
  Guia de Cursos
  Agentes de Estudo
  Sistema de Ensino
  Estudar High School
  Estudar Inglês
  Estudar Vocacional
  Universitário-Pós
  Cursos p/ Imigrar
  Custos de Estudar
  Como se Aplicar
  Reconhecimentos
  Problemas

 

 

Link Patrocinado

 Estudar na
Nova Zelândia
F.A.Q.

 O famoso professor "Darsea" (foto acima) muito entendido em assuntos do mar e em qualquer tipo de assunto relacionado a Estudar na Nova Zelândia e Cursos na Nova Zelândia, aceitou a tarefa de elucidar a todos aqueles que estão pensando em vir estudar no país das longas nuvens brancas, em como fazê-lo. Ele teve a calma de escutar um montão de perguntas repetidas e imbecis vindas de todas as partes do mundo, e reuniu as principais respostas (das que não eram imbecis) para vocês. Fomos até a beira-mar entrevistá-lo, e além de termos que agüentar um mau hálito terrível, o professor exigiu 3 quilos de peixe fresco, 2 lulas e 1 quilo de camarão sem casca durante a entrevista. Veja abaixo as principais perguntas e respostas.

1) Professor Darsea, como o senhor vê um estudante que contrata duas semanas de curso em Nova Zelândia? O senhor crê que a imigração poderia desconfiar de que as intenções do estudante não são só de estudar?

R.: Não há lei que proíba alguém de estudar por um dia, uma semana, ou duas, mas que eu e a imigração estamos de acordo que não dá para aprender nada em duas semanas, isso nós sabemos. De qualquer forma liberar a entrada ou não, será uma decisão dos oficiais de imigração no aeroporto e depende do que que seja respondido e apresentado. Eles estão bem vacinados contra caranguejo ermitão.

2) Professor é necessário tirar um visto de estudante em meu país antes de ir estudar em Nova Zelândia?

R.: Aí depende, tem países como Brasil, no qual Nova Zelândia tem acordos de vistos. No caso dos brasileiros, não há necessidade de vistos prévios, basta pegar o avião e vir. Mas tem que provar que tem uns NZ$ 1000 de din din para cada mês que fosse estudar. Além disso, o oficial da imigração provavelmente vai querer ver uma passagem de saída de Nova Zelândia, ou vão querer provas de que o estudante tem dinheiro para comprar uma. Se o oficial ficar satisfeito, então dará uma permissão de estudo (" Student Permit") dependendo de quanto tempo que ele vá estudar.

3) Como assim professor? A permissão de estudo depende do tempo de estudo?

R.: Sim, (nesse momento o professor enrolou uma lula em algas marinhas e pediu um tempo para mastigar). Como ia dizendo, sim, depende do tempo, se fora de menos de 3 meses ou 12 semanas, a permissão será de Visitante em vez de Estudante, mas qualquer coisa com mais de 12 semanas vai implicar numa Permissão de Estudante.

4) E aí o estudante vai poder trabalhar legalmente?

R.: Não é bem assim. A princípio a permissão dada em ambos casos, é para Estudar ou para Visitar, e não trabalhar. Sem a autorização própria não pode trabalhar, e se o estudante trabalhar por baixo o pano sem a permissão, corre o risco de ser deportado. Pois isso está contra a lei aqui. Mas tem várias outras situações onde o estudante poderá trabalhar legalmente.

5) E quais são elas professor?

R.: Em primeiro lugar, quero deixar bem claro que eu não trabalho na Imigração, meu negócio são as foquinhas aqui do pátio, e que a imigração é quem determina quem vai ou não vai poder trabalhar, dependendo da situação de cada um, mas existem as regras. Mas pelo o que eu sei, estudantes só poderão solicitar a permissão de trabalho em cursos com duração a mais de 6 meses e provando do que tem bom nível de Inglês (IELTS 5.0). Mas tem outra coisa, ainda em cursos de menor duração, existe a possibilidade do qualquer estudante solicitar que uma permissão se tenha uma Oferta de Emprego, e que não tivesse um Neo Zelandês que possa efetuá-lo. Ainda tem o seguinte, tem áreas em que a demanda é muito forte, e a imigração poderá analisar um pedido do estudante para trabalhar naquela área. O importante é não trabalhar sem permissão, e sem o consentimento do departamento de imigração. Vai lá e conversa com eles, eles são gente boa e tão afim de ajudar, só não agradam quando as pessoas desrespeitam as leis, aí o tubarão pode pegar. (Uma pausa e o professor bebe um copo de tinta de lula, e despeja meio balde de camarão goela abaixo.

6) É verdade professor Darsea, que Nova Zelândia está carente de mão de obra em alguns setores, e por isso agradaria que alguns estudantes que se especializassem em certas áreas inclusive ficassem por lá?

R: (Nesse momento o professor vê um macho dando em cima de sua foca e dá-lhe uma rabada). Disculpeme, mas é que esse tipo não tem modos, justo com a minha Seasealina. Bem, respondendo. É verdadeiro sim. Tem áreas que esta faltando gente especializada. Não esta faltando trabalhadores qualquer não, o que precisamos e está faltando, é gente estudada, pessoal técnico e profissional para suprir certas áreas. Por isso o departamento de imigração até dá pontos extras em certos cursos, para que o estudante ao terminar esses cursos em demanda, possam conseguir os pontos necessários na "Skilled Migration" e fazer vida aqui. Vai na web da imigração que a lista de profissões esta lá.

7) E qual é a melhor cidade para estudar em Nova Zelândia?

R.: Nova Zelândia é muito homogênea, e na verdade não faz muita diferença. Eu diria que todas são ótimas, e vai depender do estilo de vida que a pessoa quer levar. Se quisesse mais agitação, as cidades grandes como Auckland, Wellington e Christchurch oferecem mais, mas em compensação o custo de vida é mais caro. Cidades menores são ótimas e calmas de viver, e tudo é muito fácil, até para fazer amizades. Empregos para estudantes têm em todas as cidades, seja na construção, nas colheitas e em vários outros lugares.( O professor pede uma pausa para comer o resto do camarão).

8) O ensino em Nova Zelândia é de nível internacional?

R.: (O prof. Darsea dá um pum e se desculpa), O quê?! Internacional é pouco, eu diria de nível oceânico, porque nosso ensino é reconhecido em todos os cantos do mundo, como excelência de ensino. Tem até americano e europeu que se desgruda da terra deles para estudar aqui. É para tubarão nenhum botar defeito. Eu costumo chamar a qualidade do ensino aqui de "Cetáceo", em todos os níveis, desde o segundo grau até pós graduação, que foi o que eu terminei a pouco tempo em biologia marinha.

9) E os custos de estudar são mais caros?

R: Pelas barbas de Netuno! Se você comparar com países como UK, Estados Unidos, Canadá, Europa e Austrália, aqui ainda é mais barato, porque nossa cambio é menor, e assim sobra mais din din no bolso do estudante, Ainda por cima, os cursos tem qualidade tão boa ou até melhor do que em outros países. A maioria das escolas o aluno pode pagar de 3 em 3 meses, e em outras de 6 em 6. Não precisa desembolsar tudo de uma vez só.

10) É difícil e burocrático matricular-se numa escola na NZ?

R.: É mais fácil que do que cercar cardume de sardinha. Basta entrar em contato diretamente com a instituição de ensino, que eles vão de dar tudo mastigadinho. Por falar nisso, deixa eu dar conta do peixe aqui. (O prof. pega o balde com os 3 kg de peixe, dá 1 kg para seu Seasealina, e devora o restante). Já ia esquecendo, as Agências de Estudo também podem ajudar muito o estudante a matricular-se, mas isso é opcional e dá para fazer por conta própria. Se fosse estudar Inglês, não precisa de nada a não ser pagar. Se o curso for vocacional, vai precisar de nível de Inglês ao redor de 5.0 (IELTS), e se for universitário ou pós-graduação, vai precisar de 6.0 a 6.5 (depende do curso) e também do histórico escolar traduzido juramentado. (O professor dá um arroto e um pum ao mesmo tempo, e empesteia o ar com cheiro de frutos do mar).

11) Professor o cheiro está muito forte, qual sua mensagem final para os que querem estudar na Nova Zelândia?

R.: Que venham! Não vão arrepender-se, pois além de ótimo ensino e infra estrutura de estudo, também temos paisagens de tirar folego de baleia. Aqui é seguro, calmo, e o pessoal é respeitador, gente boa ainda. Estudar aqui é garantia de ensino de qualidade e futuro promissor. Além disso eu posso afirmar para quem gosta de frutos do mar, que temos os melhores e mais saborosos frutos do mar do mundo. Eu que o diga!

Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |                                     

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.