www.portaloceania.com

  Home      Mapa do Site

Portal sobre Estudos e Turismo na Nova Zelândia

   English     Español    

Clique para ver topico

Você está no tópico
Nova Zelândia

 Dicas de Roteiros

Os 10 mais

Lugares Incríveis

Guia de Atrações

Distâncias Internas

Alugar Carro

Viajar de Carro

Viajar de Ônibus

Viajar de Trem

Viajar de Avião

Viajar em Tours

Esquiar na Neve

Parques Nacionais

À partir da N.Z

Dicas de Viagem

 

RELACIONADO

Mapa - Ilha Norte
Mapa - Ilha Sul
Turismo Austrália
Converter Moedas
 

PORTAL OCEANIA 

Novidades no PO
Recomende PO

Quem somos
Contactos-Email
Link Portal Oceania

 

Links Patrocinados

 

 

Turismo

na Nova 

Zelândia

F.A.Q.

 Encontramos passeando pela floresta, o grande conhecedor e autoridade máxima sobre Turismo na Nova Zelândia, o famoso Professor Kiwi. Após insistir para que ele nos desse uma entrevista, ele aceitou desde que apagássemos as luzes da câmera, e que a entrevista fosse no escuro. Concordamos imediatamente, mas antes queríamos que ele posasse para uma foto (acima). Relutante, pois o Professor e sua espécie tem pavor da luz do dia, disse que a condição seria que a foto fosse feita com ele de olhos fechados. Os principais trechos da entrevista estão abaixo.

1) Professor Kiwi, onde está o senhor? Não consigo lhe ver!
R.: Estou do seu lado, na sua direita, consegue sentir o meu bico? Esse não, mais em cima !
2) Professor Kiwi, porque a Nova Zelândia é considerada um dos melhores países no mundo para turismo?
R.: Nós temos tudo de bom, paisagens deslumbrantes e variadas, o país é seguro, e todos podem andar na rua de dia ou de noite sem medo. Ainda por cima não temos cobras, animais venenosos, e nenhum predador em nossas florestas onde trilhas podem descobrir lugares fantásticos. Temos uma infra-estrutura turística que atende desde aos mais exigentes até os que estão viajando de mochila com um orçamento contado. Também desenvolvemos tours dos mais doidos e espetaculares que você possa imaginar, e o Kiwi Dollar é bem menos valorizado que o US Dollar ou o Euro. Isso faz da Nova Zelândia uma opção mais barata de viagem, além de que eu e meus conterrâneos, recebemos os turistas de braços abertos, sempre com um sorriso, e muito respeito. Nós temos muito orgulho de nosso país, e queremos mostra-lo a todos. Não vão se arrepender, isso eu garanto!
3) Professor, muita gente me pergunta qual o tempo ideal para conhecer a Nova Zelândia. O que o Sr. acha?
R.: Para ser sincero, eu e minha Kiweca já viajamos o país inteiro a pé, pois como você sabe não podemos voar, e mesmo assim, a cada dia conhecemos um lugar novo, diferente de tudo que já vimos antes. Mas para quem tem compromissos, tempo ou dinheiro contado, eu diria que o ideal seriam uns 21 dias. Mesmo assim é possivel fazer em 14, mas vai perder bastante coisa interessante. Pelo menos 7 dias na Ilha do Norte, e outros 7 na Ilha do Sul.
4) Qual a dica para se viajar a Nova Zelândia?
R.: O ideal é não fazer o mesmo trajeto duas vezes, pois o país é pequeno mas é comprido, e a estrada de ida é praticamente a mesma da volta. Por isso eu sempre vou de avião até o destino final, e de lá vou voltando devagarinho com tempo de sobra para ver tudo o que interessa. Seja de carro alugado, trem, ônibus, bicicleta, ou pelas minhas próprias pernas.
5) Qual é a melhor época para viajar a Nova Zelândia, Professor Kiwi?
R.: Bem, para quem quer esquiar não tem jeito, seria no inverno, porque aqui só tem neve para esqui na neve de Junho a Outubro. Mas os dias são bem mais curtos e mais escuros além de mais frios. Qualquer outra época é excelente, mas durante as férias de todos os Kiwis, a tal da alta estação que vai do Natal ao final de Janeiro (verão), as coisa ficam um pouco mais caras, mas tudo bem, é legal e animado viajar nessa época também. Mas os meus meses preferidos são Outubro, Novembro, Fevereiro, Março, Abril, e Maio. Para mim não tem época melhor que Outubro e Novembro, na Ilha do Sul principalmente, quando o desgelo começa, e muitas cachoeiras e rios compõem uma paisagem espetacular. Nesses meses de Primavera os campos ficam bem verdinhos cheios de flores. Muito lindo mesmo.
6) E quanto se gasta por dia de viagem ?
R.: É difícil dizer. Eu e a minha Kiweca não gastamos nada porque dormimos de dia no mato, e de noite caçamos besouros, minhocas, ou seja, só alimentação orgânica e natural, você sabe! Mas para os turistas,  eu divido eles em 3 tipos: Os mochileiros, que ficam  em albergue, comem miojo com ovo, vão gastar uns NZ$ 40 por dia. Já para aqueles que querem um pouco de conforto, tipo classe média, dormindo em motéis tipo 3 estrelas no máximo, e comendo fora em restaurantes simples vão gastar uns NZ$ 80 por dia. E para quem quer viajar em estilo, uns NZ$ 150 por dia ou mais. Note que aí não estão incluído tours, transportes, e coisa e tal, é só casa e comida. Também esses valores são para uma pessoa, pois no caso de ser um casal ou grupo, o custo final por pessoa pode ficar mais barato.
7) Como assim professor, como fica mais barato?
R.: Será que você nunca escutou falar dos Motéis, que não tem nada a ver com sacanagem, e é onde nós nos hospedamos com a nossa família e filhos? Pois é, quando se viaja com mais de uma pessoa, fica bem em conta pois o preço do Motel é em torno de NZ$ 80 a diária. É cobrado pelo quarto, e não por pessoa ou então o acréscimo é bem pequeno pra mais de 2 pessoas. A grande maioria tem 1 ou 2 quartos com camas na sala e às vezes cabem 6 ou mais. Além disso tem fogão, geladeira, utencílios de cozinha e tudo mais. É como uma casa. Se dividir por 4, já sai uns $20 por pessoa, que é mais barato que um albergue. Ainda por cima, se comprar comida no supermercado, passa-se muito bem comendo do melhor e gasta-se bem menos.Tem um quase em cada esquina e cada cidade, e são extremamente confortáveis e limpos. O conforto do Motel não deixa nada a desejar para quem fica em Hotel. Só não tem carregador de malas, recepcionistas, etc mas isso só os de 4 estrelas para cima oferecem e é para os abonados, não para um simples Kiwi como eu.
8) E a comida na Nova Zelândia professor, é boa?
R.: Muito! Mesmo depois de 25 anos ainda consigo comer a kiweca " Não Professor, me refiro a comida, comida!"  - AHH!, Sim, é muito boa, muito saborosa, e principalmente não deixe de provar nosso Lamb (carneiro) cuja carne é a mais saborosa do mundo. Além de tudo, extremamente macia. Os frutos do mar são sublimes, e vem de águas limpas sem poluição. Nossos vegetais são cultivados sem muitos dos agrotóxicos usados em outras partes do mundo, nossos queijos, laticínios, e  os vinhos são de deixar qualquer um de joelhos. Eu gasto em média NZ$ 30 por um prato num restaurante, sem bebidas e refrigerantes. Esses são muito mais caros no restaurante, e um refrigerante que sai a 1 dolar no supermercado, chega a custar $5 no restaurante. Basta não abusar da bebida que um bom jantar não sai muito caro.
9)  Os transportes entre cidades, como funcionam?
R.: Bem, aí tem que raciocinar em cima do roteiro que a pessoa quer fazer. Por exemplo, pode-se ir de trem de Auckland a Wellington, mas o trajeto não passa por cidades turísticas importantes como Rotorua. Do mesmo jeito que o trem que sai de Picton na Ilha do Sul, só vai até Christchurch, e não chega a Queenstown ou Nelson. O mais importante é saber que qualquer que seja o meio de transporte escolhido, os ditos cujos saem absolutamente no horário, e reservar com antecedência de pelo menos 1 dia é muito recomendável, principalmente no verão (Dez e Jan). Os ônibus são chamados de "Intercity" tanto na Ilha do Norte quanto na do Sul. Já o trem, tem nomes diferentes, como Tranz-Coastal e Tranz-Alpine e fazem rotas diferentes na ilha do Sul. Como praticamente todo mundo tem carro, esses meios de transporte são usados basicamente por turistas, ou um ou outro Kiwi, que não quer ou não pode dirigir. Por isso os horários e lugares são espassados e limitados. O Ferry Boat, atravessa pessoas e carros de uma ilha outra, ou se desejar pagando um pouco mais pode atravessar de avião. Por falar em avião, estes não sao muito baratos, mas no caso de uma viagem com tempo limitado, compensa. Exemplo voar de Auckland para Queenstown e de lá começar a subir (ao invés de fazer o mesmo trajeto duas vezes por terra). Carro alugado é uma excelente opção, pois é  fácil de dirigir nas estradas, que não são muito cheias. Campervan ou Motorhomes são outra opção bem interessante, mas deve-se avaliar direitinho a relação entre alugar um carro comum + motel  x Campervan + taxa de pernoite num caravan park. Outra coisa importante, é que tanto o trem quanto o ônibus, oferecem pacotes no qual você pode descer numa cidade, para continuar a viagem no dia seguinte. Isso é uma mão no "bico" e fica mais econômico se souber o roteiro com antecedência. Atravessar o Estreito de carro no Ferry Boat é mais caro do que deixa-lo em Wellington, para depois pegar outro em Picton com a mesma companhia (o custo da travessia de carro é um pouco alto) mas tem o inconveniente da mudança . Lembre-se que todas as Tourist Information ( os postos de informações turísticas em cada cidade) podem reservar moteis, ônibus, trem, avião, tours, tudo o que você precisar, e o serviço é grátis.
10)  Professor, sobre esses tours, passeios, aventuras, ingressos para parques termais, museos, esportes radicais na Nova Zelândia. Quanto acha que uma pessoa vai gastar por dia para poder se divertir ? 
R.: 1 bilhão de dollares seria pouco, porque tem tanta coisa para fazer. De qualquer forma, pode se ter uma base de NZ$ 40 por pessoa para um tour simples. Quanto mais radical for o tour, mais caro ele é, chegando até mesmo a NZ$ 300 ou mais por pessoa. Em Queenstown por exemplo, quase nenhum tour custa menos de NZ$ 100. Eu quando viajo com minha Kiweca, gasto no mínimo 80 por dia, fazendo uma única coisa. Agora se você for daqueles que quer fazer um tour, ou ir numa atração, uma após a outra, vai gastar bastante, te garanto, mas também vai sair feliz da vida com as coisas que fizer. Tem tanta coisa tão espetacular e única, que não dá para deixar de detonar o cartão de crédito e aproveitar.

Com o raiar do dia, o professor Kiwi e madame Kiweca se embrenharam na floresta sem se despedir. Não conseguimos mais vê-los, a não ser uma moita que balançava vigorosamente na beira do vale. Tendo os Kiwis chegado a beira da extinção, cabe ao professor a árdua tarefa de refazer a população de sua espécie, que muito declinou por volta de 1800, quando substituiram florestas por plantações e pastos. Quem sabe amanhã a noite, já descansado de sua incumbência, o professor decide falar mais sobre o turismo na Nova Zelândia. Vamos torcer....

 

 

 

 

Turismo na Australia - FAQ

Guia de Cursos e Escolas na Nova Zelandia

Google

Web Portal

 

 

 

Fotos cortesia e copyright: Portal Oceania - Tourism New Zealand - Bellugo - Contribuidores individuais - Termos de usoPoíitica de Privacidade
© - www.portaloceania.com - Todos os direitos reservados - proibida a reprodução de fotos e textos sem autorização