Desde 2002

Seu Guia para Viajar, Trabalhar, Morar ou Estudar na Nova Zelândia

  Nova Zelândia

Home  Mapa do Site   Anunciar

  English
  Español
Nova Zelândia Cidades Estudar Turismo Trabalhar Onde ficar Vistos Diversos
Tópico: Trabalhar
  Trabalhar Legal
  Leis Trabalhistas
  Quanto Pagam
  Imposto de Renda
  Como conseguir
  Em Demanda
  Empregos Online
  Para Estudantes
  Trab-Problemas
  Working Holiday
  Trabalho F.A.Q.

 

 

Link Patrocinado

Tipos de Trabalhos
na Nova Zelândia

De todos os tipos de trabalhos na Nova Zelândia o Part-Time está crescendo mais em oferta e quantidade, além dos chamados Casual Work. Oo tradicional emprego Full-Time vem diminuindo não somente na oferta, mas tambem em termos de duração do emprego. Antigamente um trabalho podia durar para a vida toda, mas com novas normas da economia que é bastante apertada na NZ, nem os empregadores nem os empregados permancem ou tem interesse em ficar por muitos anos na mesa posição ou no mesmo trabalho. Segue abaixo as principais características de cada um:

 Seasonal Work - são geralmente trabalhos por temporada, de acordo com a necessidade do empregador, numa determinada época do ano. Passado o período, o emprego deixa de existir, para emergir só meses depois ou no próximo ano. Como por exemplo, podemos citar trabalhos em estações de Esqui na Neve, Colheita em Fazendas, Empacotamentos, e em algumas empresas de Turismo que trabalham somente quando o tempo e a época do ano permitem. O horário pode ser Full-Time, mas a duração já sabe-se que será restrita. Essas empresas usualmente contratam Kiwis e pessoas de outras nacionalidades portadoras de Working Holiday Visa, ou estudantes durante o período de férias com um Work Visa.

 Casual Work - como o próprio nome diz, são trabalhos casuais, onde não existe horário fixo,  turnos fixos, e ou continuidade do trabalho. Pode-se ser chamado para trabalhar na Segunda, e não na Terça, pode-se ter vários dias de trabalho numa semana e na outra nada, e num dia pode ser chamado para trabalhar no turno da noite, e no dia seguinte de manhã cedo. Os trabalhos em turnos ou "shift work" são programados pelas empresas conforme a necessidade delas e nunca se sabe, mas é possível avisar ao empregador quais são os horários que se está disponível. Não há vínculos empregatícios legais que possa garantir a continuidade do trabalho. A maioria das empresas atualmente que contratam Full-Time, contratam inicialmente o trabalhador durante 3 meses no regime Casual, e só então se gostarem do empregado, irão efetiva-lo na empresa. Muitos Neo-Zelandeses, optam pelo Casual como opção para ganhar um pouco mais, pois por lei, um Casual recebe acima que quem trabalha 40 horas por semana garantido, mas sem os mesmos direitos. O Trabalho Casual, não pode ter carga horária maior que 40 horas por semana durante 3 meses, senão o patrão é obrigado a efetivar o empregado. Como exemplo desses trabalhos casuais podemos citar: Chefs de Restaurante, Garçons, operários da construção, do comércio, take aways, no setor de turismo, e em vários setores da indústria. Muitos trabalhadores, tem mais de um emprego casual, quando os horarios não entram em conflito. O revezamento de trabalhadores nessa área é muito grande.

 Part-Time Work - Tem aumentado bastante esta modalidade de trabalho, serve principalmente para pessoas que não podem trabalhar o dia todo, como mães com crianças pequenas, estudante de curso universitário, e muitos outros. Muitas empresas de pequeno e médio porte, também não necessitam daquele trabalhador o dia todo, e por isso oferecem part-time jobs. Algumas companhias em expansão, contratam primeiro no regime part-time, para quando o volume de trabalho crescer, passarem o trabalhador para full-time. A carga horária e de 20 a 25 horas por semana, e os horários normalmente são fixos. A maior diferença do trabalho casual para o part time é o contrato com a constância de horas de trabalho, e os direitos legais de receber férias e faltar por causa de doença.

Full-Time Work - a oferta de trabalho integral apesar ter diminuído, ainda continua sendo grande, e todos os setores da indústria contratam nessa modalidade. Pela lei, o trabalhador full-time, cumpre 40 horas semanais, com horas extras pagas a partir dessa quantidade. Normalmente o turno e das 9 às 5, mas na indústria normalmente é da 7 às 4. De qualquer forma, não existe turnos ou horários convencionados, e cada empresa tem um determinado horário, dependendo do tipo de trabalho e das determinações do sindicato de classe. A maioria dos trabalhos Full-Time, são por tempo indeterminado, porem, cada vez mais, as empresas estão colocando tempo fixo (exemplo: 2 anos) nas contratações. Nesse caso o trabalhador deve proteger-se com inclusões no contrato sobre como se proceder na dispensa, e qualquer tipo de indenização pretendida.

Trabalhos em Feriados ou dias de descanso, são pagos com acréscimos, que pode chegar a ate 50% da hora normal, mas depende do setor da indústria. Em alguns casos pode chegar a até 100% da hora normal, como é o caso de trabalhadores que vendem as férias. Horas extras são pagas no salário normal até um determinado patamar por semana, e só a partir daí, existe um incremento na hora paga. Todos esses pagamentos extras, variam de acordo com o setor da indústria e pelo tipo de trabalho. Em alguns casos, trabalhar num domingo, pode não receber nenhum extra, pois pode fazer parte do contrato efetuado com o patrão ou ao tipo de trabalho.

" - Isso, agora desliga e deixa solto que eu tomo conta patrão".

Google Web Portal

 

 

 

 

 | Termos de uso Privacidade | Quem somos | Consultoria | Curriculum Vitae | Anunciar | Contatos |                                     

© Portal Oceania.com - Todos os direitos reservados - É vetada a reprodução de textos e fotos sem autorização.